Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O Kaiser, D. Carlos I e os socialistas

por Nuno Castelo-Branco, em 21.07.08

 


 

 

A propósito do post no Combustões Kaisermania, seria muito interessante conhecermos as famosas cartas trocadas antes e depois do Regicídio, entre o Paço das Necessidades e o Partido Socialista de Azedo Gneco Após o 5 de Outubro, foram utilizadas pelos novos ditadores do regime, para a liquidação das veleidades do PS em ir caminhando em direcção á participação no poder. Parece que esses contactos visavam o reordenamento do espectro partidário constitucional, criando verdadeiras alternativas e assim, teríamos no futuro, os Regeneradores-Liberais e os Socialistas. O prp dinamitou a possibilidade. Conhecemos o resultado: violenta repressão sindical, esmagamento do "populacho" nos cadernos eleitorais, liquidação da imprensa independente, coacção física e moral da oposição. O socialismo português - que nada tem em comum com aquilo que hoje vemos - ficou para sempre remetido à simples recordação de uma hipótese perdida. Na Alemanha, o SPD conseguiu mais, muito mais, assim como na generalidade dos países do norte da Europa. Aqui, contentámos-nos com as cartolas e os fraques do Costa e do Bernardino.

 

*Na imagem, o Kaiser  Wilhelm II com D. Carlos I e a rainha D. Amélia (Lisboa, Março de 1905)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:26


3 comentários

Imagem de perfil

De Pedro Fontela a 21.07.2008 às 18:52

Não percebo assim muito de história prussiana mas quer-me parecer que a analogia só deve ir até um certo ponto... o Kaiser tinha um regime mais militarizado e autoritário que se calhar a maior parte dos nossos monarcas. Além disso nunca deu resposta a coisa alguma, simplesmente conteve o mal estar social até a guerra estoirar aproveitando-se da euforia nacionalista alemã.

Quanto a Portugal, é sabido que os socialistas mais radicais acabaram por pôr a questão do regiem de lado e centraram-se na melhoria de condições sociais e por isso para eles negociar com uma monarquia não acarretava nenhuma carga negativa.
Imagem de perfil

De Nuno Castelo-Branco a 21.07.2008 às 19:11

Claro, Pedro, claro. Na Alemanha, embora o kaiser não apreciasse grandemente o Reichstag, tinha uma instintiva consciência da necessidade do progresso social e assim, patrocinou muito daquilo que viríamos a ter nos anos ... 70 do século XX. Aliás, muitas medidas sociais faziam parte do programa do "infame" Franco! Somos peritos em perder oportunidades e continuamos na mesma.
Sem imagem de perfil

De Hugo Palma a 27.07.2008 às 01:21

Uma petite histoire acerca da recepção de D. Carlos ao Kaiser. Disse um assessor, diplomático, creio, de D. Carlos que a reacção do Rei quandro primeiro viu o Kaiser foi qualquer coisa como: Topa-me só a pinta do gajo!

Comentar post







Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

Links

Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas