Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A tarde passei-a eu totalmente rendida ao encanto

por Cristina Ribeiro, em 15.08.09

daquela que todos conhecemos cmo a Princesa do Gilão.

Depois de um reconhecimento da cidade, suficiente para mais, ainda, aguçar o apetite, nascido há já tempos, mas sempre adiado na sua concretização, para nela pousar uns dias,  que antecipo de delícias feitos, é frente ao rio que, depois de por ali passar, vai desaguar lá na Ria Formosa, me detenho, numa das hospitaleiras esplanadas, uma boa meia hora.

 

 

Mas está  quase na hora do jantar, previamente marcado num restaurante de Faro,pelo que há que dizer: até daqui a pouco tempo - espero!- Tavira.

 

Lá nos espera, com uma cerveja bem gelada, um Xerém de conquilhas, que nunca comera, mas de que fico cliente incondicional. No fim, um pudim flan p'ra ninguém botar defeito

 

 

 

 

Quando saimos para a rua, uma noite de sonho, com o clima que qualquer um pede a Deus,  uma música de Pedro Ayres de Magalhães, Rodrigo Leão, entre outros, enriquecida pela voz de Teresa Salgueiro, leva-nos até à Feira do Livro, onde adquiro alguns livros considerados indispensáveis.

 

 

Impõe-se depois uma visita à zona mais alta  da cidade - ao Centro Histórico, iluminado com uma linda cor amarela que se solta dos bonitos candeeiros, deixando ver monumentos e casas dignas da capital de uma Região que tem sido para mim uma caixinha de surpresas.

A noite continua cálida e ninguém arreda pé. Ninguém, a não ser os que, como nós, têm vários quilómetros para rolar até chegar a casa...

Pelo caminho penso que este foi um dia de férias muito cheio de coisas boas.

 

publicado às 02:00


Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.







Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D

Links

Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas


    subscrever feeds