Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Homens com H maiuscúlo

por João Almeida Amaral, em 23.12.15

Na política como na vida há Homens e homenzinhos. 

Pedro Passos Coelho , ao abster-se no orçamento rectificativo , passou hoje a integrar o grupo dos homenzinhos, o grupo daqueles que hoje dizem uma coisa amanhã outra. O grupo de políticos que não nos interessa.

Julgo que o Dr.Passos Coelho, deveria fazer uma salto politico e passar a assessorar Costa(devem ter lá um lugarzinho para ele) uma vez que são as duas faces de uma mesma moeda, a palavra para estes dois não tem valor.

Infelizmente faço parte dos incautos que acreditaram que era um Homem, que tinha  convicções, que honrava a palavra dada. Enganei-me.

Felizmente que Paulo Portas mostrou que mantém a fibra que o caracteriza, que mantém a sua palavra.  

publicado às 13:17


5 comentários

Imagem de perfil

De Inês a 23.12.2015 às 15:18

Politiquices. Nem sempre fazem o que a sua consciência manda...para fazer favores a alguém superior. Bom Natal
Imagem de perfil

De João Almeida Amaral a 28.12.2015 às 12:25

Obrigado pelo seu comentário, um Bom "2016"
João
Sem imagem de perfil

De mkrupenski a 24.12.2015 às 07:30

Caro João,
Essa leitura não me parece correta e é até bastante injusta. Ao que me recordo, Passos nunca afirmou, ao contrário de Portas, que não contassem com ele para aprovar medidas com as quais concorda (eu por acaso até nem concordo com a medida, mas isso é outra questão). Se o alapado do poder se recusa demitir-se (o que Passos disse esperar que ele fizesse quando este dia chegasse), tal não deve constituir fundamento para Passos votar contra a medida.
Já comentei isso numa entrada do Luís Menezes Leitão. Penso que estão a confundir o plano dos princípios (o que deve fazer Passos perante uma medida importante que considera defender o interesse nacional) com a vossa discordância (que é também minha) quanto a esta medida em concreto. Por isso, penso que devem criticar a medida, não o princípio.
Para lá da crítica à medida em concreto, a questão que fica é: se amanhã tivermos uma medida proposta pelo governo que o CDS-PP (ou o PSD) consideram fundamental para o país e que só passa com os votos destes (e Costa se mantiver alapado ao poder), devem votar contra a medida?
Cumprimentos
Imagem de perfil

De João Almeida Amaral a 28.12.2015 às 12:27

Independentemente de tudo Passos podia ter dado razão ao PR e aos portugueses que votaram nele. 
Obrigado pelo seu comentário um bom 2016
João
Sem imagem de perfil

De mkrupenski a 28.12.2015 às 13:07

Bom 2016!

Comentar post







Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

Links

Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas