Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Marcelo Castrol

por John Wolf, em 27.10.16

Montecristo_Media_Coronas_Small_Thick_Cuban_Cigars

 

No meu entender, mesmo num sistema político não presidencial, um chefe de Estado deve (acima de tudo) defender o interesse nacional. Não consigo perceber o que Marcelo Rebelo de Sousa anda a fazer posando para a fotografia com Fidel Castro (?). Nem sei se existe algum valor simbólico que se possa extrair deste investimento mediático. Será que o presidente da república portuguesa tem uma dívida pendente para com Otelo? Marcelo esbanja Castrol num motor avariado. E o aparelho cubano de inspiração fidelista já era uma máquina questionável. Dar um abraço ao enigmático lider não é muito diferente do que dar um encosto fraterno a Mobutu ou Lenine - ambos (incluindo o remanescente Castro) avançaram as causas da miséria humana, da pobreza e da opressão. Não fica bem a Portugal usar recursos para fins altamente duvidosos. Cuba ainda não realizou a transição para a Democracia e o estender da mão de Obama deve ser interpretado no contexto de outras emergências geopolíticas. A única coincidência linguística-ideológica que se pode espremer deste preparado tem a ver com a ideia de embargo. Quem diz embargo diz sanções. Nessa medida, Marcelo alinha-se com aqueles que sofrem os efeitos de sanções, sejam sevícias da União Europeia, sejam admoestações impostas pela administração norte-americana. Marcelo deve ter algum cuidado para não fazer a figura de urso de Marinho gaivota. Soares fartou-se de viajar à pala não se sabe bem de que ideal. E até se fez transportar de tartaruga numa qualquer ilha perdida.

publicado às 15:39


2 comentários

Sem imagem de perfil

De isa a 28.10.2016 às 11:32

Suponho que muita gente não percebe muitas das coisas que se estão a passar e, quando canais "informativos" passam horas a transmitir umas eleições de um clube de futebol onde apenas há um candidato e, nem sequer se questionam por que raio se gasta tanto tempo com tanta minudência, nem sequer precisam de acreditar em ninguém, basta começarem a investigar, por conta própria e, a única coisa que se pode deixar  são tópicos que depois terão de investigar sozinhos porque, a Verdade, pode parecer tão inacreditável e terrível que só o próprio pode rasgar o "véu", continuamente "costurado" com tantas mentiras, hipocrisia e omissões.


Suponho que, para quem ainda não começou, será muito importante começar, já, com essa investigação porque, por aquilo que ouvi numa pequena notícia, misturada com toda a outra "palha", este governo não quer, só, mandar vir migrantes, já fala em mandar vir, os de uma aldeia inteira.
Deixo links para despertar a curiosidade porque, só depois de investigarem sozinhos e, provavelmente, passarem pelas várias etapas, como se fossem as 5 fases de um luto: negação, raiva, negociação, depressão e aceitação. Depois, sim, estarão preparados para começar, realmente, uma investigação a sério.
https://www.youtube.com/watch?v=UJq7Teq6_Wg

(Breaking the Cycle of Human Complacency and Servitude Full)
https://www.youtube.com/watch?v=kN2O3Gg8ImE

(Jeff Rense & Leonard Coldwell - German Infiltration & The Dangers of Microchipping)
Não sigo estes canais mas, nestes minutos que aqui deixo, eles conseguem resumir, "pela rama", muitos dos problemas que podem procurar ou aprofundar noutros sites e, um a um, porque nada acontece por acaso e está tudo interligado, só precisam de ir juntando as peças como num puzzle. Não acreditem em mim nem em ninguém, comecem apenas a puxar o "fio da meada" para acabar por descobrir que, afinal, faz tudo sentido mas, não na realidade fabricada, onde vos querem meter. 
Parar, Escutar, Olhar e, só depois, de não termos sido colhidos pelo "comboio", entramos, facilmente, na fase do Pensar ;)
Qual o interesse dos que estão "acordados" em quererem acordar os restantes?
Muito simples porque, a "dormir ou acordados", estamos todos no mesmo "Barco"e, só em conjunto se conseguirá que ele não vá ao "fundo" e, assim, não chegar à irreversibilidade da catástrofe para os 99%, "costurada" pelo 1% que sabe, muito bem, o que quer conseguir, com a globalização e, o pior, sabe muito bem como lá chegar, bastando manipular os "cegos". 
Sem imagem de perfil

De isa a 28.10.2016 às 12:14

Hoje, tive uma agradável surpresa, quando vi que tinham saído os dois comentários


que tinha deixado no poste do Nuno Castelo-Branco em 10.10.16 -Taxismo de sempre.
"Antes tarde do que nunca" ;) Nos tempos que correm, nunca isso foi tão importante.
Aproveito para fazer uma actualização nesse assunto porque fiquei a saber que a Uber fez a sua primeira entrega com um camião sem condutor e, a mercadoria, eram grades de cerveja. Apenas uma confirmação de tudo o que, por lá, escrevi. 


Comentar post







Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D

Links

Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas