Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Os mentalmente sãos

por Fernando Melro dos Santos, em 19.08.14

Um dia disseram-me duas coisas das quais até hoje nunca me esqueci. 

 

Primeira, que se um sinal de trânsito ostenta "20" como limite máximo de velocidade, seria porque alguém competente com melhor perspectiva do que a minha entendeu, bem, que conduzir a mais de 20 km/h, por exemplo a 22 km/h, poderia ali criar perigos graves cuja origem não nos compete a nós teorizar.

 

Segunda, que um cidadão, devidadamente habilitado com Licença de Uso e Porte de Arma, optar por andar à noite na rua e, vivendo num local isolado, dormir com um spray defensivo à cabeceira da sua cama, deve qualificar-se como um psicopata, à semelhança de muitos dos que praticam survivalismo, bebem álcool, comem sal, e não crêem no que dizem os "mainstream media". 

 

Até ao fim dos meus dias, estas duas coisas vão suscitar -me (além do natural reforço da minha abjecção por queques e ovelhas instalados no establishment):

 

- uma citação de um filme, "Con Air", e que reza assim: 

 

What if I told you insane was working fifty hours a week in some office for fifty years at the end of which they tell you to piss off; ending up in some retirement village hoping to die before suffering the indignity of trying to make it to the toilet on time? Wouldn't you consider that to be insane?

 

- e a invocação de uma imagem, retirada recentemente da revista Visão:

 

publicado às 15:26







Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

Links

Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas