Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Porque ninguém faz nada contra o terrorismo

por João Almeida Amaral, em 24.05.17

 

Manchester.jpg

 

A verdade nua e crua é esta ; não interessa fazer nada contra o terrorismo. E não interessa porque os políticos vivem de votos  e tomar uma posição contra o terrorismo, poderia ser considerado , fascista, nacionalista , xenófobo, ou ainda mais perigoso, anti refugiados e isso faria perder votos. 

Na verdade o não fazer nada é igual ao nada fazer. Não gera responsabilidades e podem sempre assobiar para o lado. 

Vai-se ainda mais longe, como é o caso da autarquia de Lisboa, onde o dinheiro do contribuinte é usado para fazer uma mesquita no centro da cidade. 

O problema não pode ser branqueado , os autores destes crimes são todos islamitas. Podem ter nascido em Paris ou Bradford mas não são europeus, nem entendem o que significa viver num estado de direito. 

Por mim julgo que chegou a hora de começar a identificar e expulsar deste espaço de liberdade que é a Europa, quem o não entende como tal.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:41


7 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 24.05.2017 às 19:46

Plenamente de acordo. É preciso perder o medo e começar a envergonhar os políticos que nos querem mansos. Veja as criticas do musico de Manchester,. Morrissey aos políticos britânicos hoje no Guardian e outros jornais.
Sem imagem de perfil

De J.Mário Seabra a 18.08.2017 às 17:08

Começar já a expulsar todos os islamicos e descendentes da Europa.Estou farto de ver políticos ladrões e covardes pela Europa inteira,ninguém sabe que acordos os nossos políticos têm com países islâmicos, a verdade é que nem nos nossos políticos se pode confiar. FORA com essa gente da Europa. JÁ CHEGA DE TANTA ESTUPIDEZ E DO GOZO COM QUE A MAIORIA DOS ISLÂMICOS TRATAM OS EUROPEUS, 90%DOS ISLÂMICOS NÃO TRABALHA E VIVÊ DO ESTADO , NAO SE ENTENDE ,
PORQUE ESTES POLÍTICOS DE MERDA OS PROTEGEM?
Sem imagem de perfil

De pito a 26.05.2017 às 16:12

Li hoje, num comentário, uma grande ideia: Portugal dar guarida aos cristãos que vivem em risco â pala dos sicários de mafoma. Estou às ordens.
Sem imagem de perfil

De Francisco a 27.05.2017 às 02:53

Mas se eles são nascidos em França, Inglaterra, etc., dotados de nacionalidades Europeias, expulsa-os para onde?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 02.12.2018 às 23:10

Que tal expulsá-los para a puta que os pariu?
Sem imagem de perfil

De Resposta a 10.12.2018 às 15:53

Presumivelmente vive no mesmo sítio. 

Comentar post







Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

Links

Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas