Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Em Lagos surge o CORAGEM LAGOS - Movimento Cívico

por Pedro Quartin Graça, em 04.06.13

No Algarve as autárquicas "já mexem". Em Lagos surgiu um novo e interessante projecto independente, liderado por Paulo Rosário Dias, uma força para alavancar o desenvolvimento potencial da cidade, por uma melhor democracia e pela dignificação da própria política sendo por isso desprovido de quaisquer conotações partidárias ou anti-políticas. Reger-se-á por linhas mestras tendo em conta a realidade local: respeito pelos recursos; renovação da Ação Social; refirmação económica.
É um projecto em desenvolvimento contínuo em conjunto com outras pessoas livres e por isso de todo incompatível com partidos políticos convencionais.
Com apenas 29 anos, o seu líder, Paulo Jorge do Rosário Dias administra empresas das áreas do turismo, saúde e produção alimentar. Natural de Lagos (Santa Maria) e orgulhoso pai de duas filhas, Paulo descende de pescadores e agricultores e iniciou-se na vida profissional aos 16 anos trabalhando na construção.  Técnico de Construção Civil de profissão, é também técnico de informática e terapeuta tendo enquanto mais jovem servido às mesas, passado música em bares e organizado eventos.
Responsável na administração de empresas sedeadas no Algarvec tendo em 2012 fundado na cidade de Lagos uma agência de turismo, e em 2013 orgulha-se te ter empreendido para a sua mulher um espaço de saúde e um centro de estética. Neste momento Paulo Rosário está já a trabalhar na abertura de mais estabelecimentos já que o comércio local é uma das suas paixões.
No campo académico, para além das habilitações técnicas conseguidas em Lagos e em Faro, frequentou em 2008 e 2009 a licenciatura em Gestão. Actualmente encontra-se a concluir as últimas cadeiras da licenciatura em Ciências Sociais - sua vocação.
Já no campo cívico, coopera e foi coordenador regional do Instituto da Democracia Portuguesa, entrou por sua iniciativa para o Partido da Terra em 2008 e ainda em política dirigiu localmente em 2010/2011 a campanha presidencial do Médico Fernando Nobre, conseguindo para Lagos o melhor resultado do país. Desde 2009 vinha a coordenar as actividades do MPT e nas legislativas de 2011 foi o cabeça-de-lista por Faro à Assembleia da República, atingindo um novo recorde de votação, partido do qual se demitiu recentemente.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:13






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

Links

Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas