Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Portugal tem vindo a ser delapidado em consequência da política de austeridade imposta pela Troika. Todos os sectores da sociedade sentem na pele os cortes. Uns mais profundos, outros à flor da pele, mas deixando à mesma cicatrizes duradouras. À medida que o Estado falha nos compromissos para com a sociedade, e o governo interpreta a realidade de uma modo contrário aos interesses da população, alguns efeitos de substituição ocorrem por iniciativa privada. O talento e as competências de uma nação se não são aproveitados pelas estruturas locais, outros saberão acarinhar projectos que merecem ter um alcance global. Enquanto alguns atacam indiscriminadamente as conquistas do capitalismo, outros entenderão que as receitas obtidas através do mercado aberto, podem e devem ser reinvestidas na sociedade civil. A fundação Bill & Melinda Gates apenas existe porque um bilionário eticamente movido decidiu partilhar o seu espólio com o resto do mundo. A Esquerda que sonha com um mundo sem capital, sem mais-valias e com igualdade utópica, tem, nestas ocasiões de engolir em seco e aceitar os cheques que falam por si. A investigação levada a cabo por uma "dream team" portuguesa para desenvolver uma vacina contra a malária, acaba de receber um cheque de um milhão de dólares da fundação do "inventor" da Microsoft. Provavelmente sem este financiamento os trabalhos correriam o risco de ser arrestados. O Instituto de Medicina Molecular faz parte da matriz da ciência que deve ser cega perante a carga ideológica do dinheiro. Portugal que está em sérias dificuldades económicas e sociais, demonstra que tem gente ao mais alto nível com trabalho de excelência desenvolvido em nome da humanidade. Sei que este país tem mais equipas sensacionais que se excedem em tantos campos de saber e prestígio. É neste campeonato que Portugal deve apostar, e se não o conseguir fazer, deve agradecer ao "capitalista ganancioso e especulador" que investiu sem reservas um bom punhado de dólares. Gostava de ver a Esquerda praticar esta religião capitalista de partilha antes de se pôr a contestar os malefícios do tabaco.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:51






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

Links

Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas