Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Brutti, Sporchi e Cattivi

por Fernando Melro dos Santos, em 06.11.12
Almada, 11h00. Carros mudam de faixa acelerando, travando, guinando, marcando o asfalto. Condutores com muita pressa, indo a lado algum.

Palmela, 08h05. Condutores com o campo de visão estrangulado em pináculos de estupidez. Carros que entram nas rotundas a direito, desafiando quem lá circula.

A vida é um erro de paralaxe.

Setúbal, 18h15. Minipreço. Pessoas que envergam a mesma roupa de toda a semana, comprando a medo, alheias ao próprio cheiro. Funcionários por quem só pode sentir-se simpatia, não pela amabilidade mas antes pela aura de total e insanável esgotamento com que se aguentam de pé, hirsutos à terça-feira, registando, entregando trocos.

Saio com as compras e posto-me uns metros adiante para tirar uma foto a qualquer coisa em que reparo. Sinto uma pancada no lombo e passa por mim uma senhora, cinquentas, pequena, sixpack de leite magro na mão direita e um saco na outra. Digo alto, "perdão!", e depois penso que talvez seja chinesa, por não acusar qualquer efeito do som que emiti e por estar, quiçá, habituada a dar encontrões a transeuntes em Nanking ou noutro antro qualquer de formigas. Mas não, a dez segundos de onde me encontro a pessoa estaca, pousa o fardo e vira-se, distante de toda a minha realidade, e abre a porta de um carro. Tornar-se-à uma condutora dentro de breves instantes. Circundará rotundas, sem medo de levar encontrões por saber que também ali quem passa primeiro passa melhor. Para lado algum.

Potente veneno esse que tolda a natural tendência humana para a evolução, produzindo criaturas simiescas em vez de gente.

Ainda consigo ter paciência para apreciar outros dois ecos na memória recente: os artistas estão preocupados por ja não haver quem lhes pague espectáculos. O que faz o violinista ao cair das moedas? E haver quem diga que o dinheiro não lhe chega, despachando quotidianamente sessenta cigarros, cinco quilos de comida para cão, encargos com três carros, ginásio para toda a família, cabeleireiro em semanas ímpares, e o que mais a estrada oferecer.

Não tenho pena nenhuma de Portugal.

publicado às 21:32

Para as férias da Cristina

por Nuno Castelo-Branco, em 30.07.08

 

publicado às 22:32






Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D

Links

Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas